Estudantes de Teologia visitam o IAB

Um dos pilares que sustentam a nossa ideologia e nos movem vigorosamente é a divulgação da arqueologia brasileira. Para isso, além das inúmeras ações de educação patrimonial que desenvolvemos pelos projetos de pesquisas arqueológicas que executamos nas comunidades as quais são impactadas pelas obras - via de regra razão das nossas pesquisas de arqueologia contratual - mantemos permanentemente em nossa sede o Programa “Bem Vindo ao Mundo da Arqueologia”. Este compõe-se de um vasto repertório com Oficinas, Palestras e Exposições, bem como um tour pela instituição e seus aproximadamente 12 mil metros quadrados, apresentando os diversos espaços criados para transmitirem a importância do patrimônio resgatado nessas pesquisas e suas relações com a identidade do povo brasileiro.

Excepcionalmente (porque o IAB funciona de segunda a sexta) no último sábado, 22/10/2016 recebemos duas turmas de estudantes acompanhadas do professor de arqueologia bíblica dos cursos, o Sr. Elias Brum, do Seminário Teologia Batista Norte Caxiense e do Seminário Teologia Batista Fluminense para participarem deste Programa que, embora não tendo relação direta com o tema do curso por ele ministrado, o professor achou que seria bastante interessante demonstrar o trabalho de um arqueólogo, independente do objeto da pesquisa.

Diego Lacerda, assistente de marketing e Jandira Neto, arqueóloga e coordenadora do Programa, fizeram uma apresentação geral do IAB, logo após foi servido o café da manhã onde foram também oferecidas frutas da estação que são cultivadas em nossos espaços.

 

Em seguida, as turmas dirigiram-se à sala para assistirem a palestra “Afinal, o que é Arqueologia?”, apresentada pelo Professor Ondemar Dias e Jandira Neto.

 

A atividade seguinte adveio com a Oficina “Peneiras de Ciências” que se trata de peneiras onde artefatos arqueológicos (doados ou sem referência) são selecionados e ali distribuídos numa alusão à evolução tecnológica dos nossos ancestrais. Assim, Jandira e José Neto, técnico em arqueologia, guiaram os visitantes numa espécie de passeio simbólico, desde os povos sambaquianos  até os nossos dias, através do contato direto com os artefatos; os mesmos que foram pensados e criados por povos de épocas tão distantes... No desenvolver da Oficina propõe-se uma reflexão sobre o quão avançados podem ser considerados os mesmos, dadas todas as rudezas e dificuldades que esses povos eram inexoravelmente convidados a superar deixando para todos nós a tarefa, em inúmeros aspectos, de apenas aperfeiçoamento de suas geniais criações.

 

E assim, por cerca de quatro horas todos foram conduzidos pelos espaços culturais do IAB, provocando grande surpresa, tanto pelo extraordinário acervo que repousa discreto e quase escondido na periferia de uma das cidades mais carentes da Baixada Fluminense, (apesar de todos nossos esforços para popularizá-lo), quanto ao espantoso valor cultural para a mesma. Questionamentos diversos brotaram diante de tamanha riqueza patrimonial.

 

Agradecemos a visita, em especial ao estudante do curso Matheus Guimarães, mentor e organizador do passeio, esperando termos podido atender às expectativas idealizadas por todos.

Agradecemos também à funcionária Soledade Neto que contribuiu largamente em várias frentes para o sucesso das atividades.

Estamos à disposição dos que tenham interesse em participar deste Programa. Sejam sempre bem vindos ao Mundo da Arqueologia!