Vice-Presidente do IAB é eleita uma das Delegadas e Delegados no Plano Modelar Metrópole

No sábado, 05 de maio, o IAB participou da terceira - entre as dez que estão sendo realizadas -, Pré-Conferência do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana do Rio de Janeiro (PDUI/RMRJ) tendo sido representado pelo seu Diretor-Presidente Professor Ondemar Dias e sua Vice-Presidente, a Arqueóloga Jandira Neto.

Tendo, o Modelar Metrópole, como um dos seus eixos estruturantes, o patrimônio natural e cultural e sendo o Instituto de Arqueologia Brasileira-IAB o maior detentor de patrimônio cultural material da Baixada Fluminense, a Vice-Presidente do IAB, Jandira Neto, foi uma, entre delegadas e delegados que foram e serão eleito(a)s, como representantes da sociedade civil acadêmica, para discutir as propostas que orientem resoluções governamentais futuras.

“Apresentação do Plano

O Modelar a Metrópole, ou Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, é uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Câmara Metropolitana. Financiado pelo Banco Mundial e executado por um consórcio formado pelas empresas Quanta Consultoria e Jaime Lerner Arquitetos Associados, o projeto pretende elaborar um conjunto de cenários, estratégias e instrumentos que orientem decisões governamentais nos anos futuros e sejam referências para a sociedade fluminense.

O Modelar a Metrópole conta  com uma equipe de especialistas que trabalha a partir de seis eixos estruturantes da metrópole: expansão econômica; patrimônio natural e cultural; mobilidade; habitação e equipamentos sociais; saneamento e meio ambiente; e reconfiguração espacial. A equipe também incorpora aos seus produtos os subsídios colhidos nas oficinas realizadas regularmente pelo Modelar a Metrópole em vários municípios. Nesses encontros, o diálogo com representantes dos poderes públicos municipais e de integrantes da sociedade civil, instituições acadêmicas, empresariado e  organizações de classe produz insumos para a elaboração do Diagnóstico e da Visão de Futuro para a região metropolitana.”

(Para saber mais:  http://www.modelarametropole.com.br/o-plano/ )

Louvamos a iniciativa do Governo do Estado do Rio de Janeiro e esperamos contribuir no debate sobre as prioridades para a Região Metropolitana, em especial no tocante à preservação e divulgação do extraordinário patrimônio natural e material, daquela que foi o esteio para o desenvolvimento, nos primórdios, da atual cidade do Rio de Janeiro, com seus engenhos de açúcar, olarias de telha e tijolos, laranjais, construção dos novos caminhos criados com a mão de obra escrava. Imperativos mais que justos para a promoção da região que, ainda hoje, tem em suas populações um dos maiores contingentes humanos provedores de mão de obra para a produção econômica do Estado.

 

Texto: Antonia Neto

Fotos: Flávio Cardoso

Belford Roxo, 28 de maio de 2018