IAB participa da III Aldeia Ambiental da Reserva Biológica do Tinguá

A Reserva Biológica do Tinguá, Unidade de Conservação de Proteção Integral, criada em 23 de maio de 1989 e administrada pelo Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio), promoveu no dia 04 de maio de 2014, na praça do centro de Tinguá (Nova Iguaçu -RJ), a III Aldeia Ambiental para comemorar os 25 anos da sua criação, com a participação de empresas, instituições, escolas e a comunidade, tendo como principal objetivo conscientizar e envolver a todos na preservação da Reserva – que, entre outros, abriga  espécies raras da fauna e flora da Mata Atlântica e sofrem sérios riscos de extinção - bem como de seus extraordinários recursos hídricos.

O Instituto de Arqueologia Brasileira (IAB) participou do evento e foi representado pela equipe de monitores em Educação Patrimonial Antônia Neto, William Cruz e José Neto.

Entre os participantes, a Transpetro, empresa da Petrobrás que realizou o trabalho emergencial de substituição de dutos que passam pela reserva (cujo monitoramento arqueológico foi realizado pelo IAB) e que apoia diversas iniciativas em prol da sua preservação. Também estiveram presentes diversas Ong’s como:  “Pé de Planta”; Fauna e Flora - Campus do Inmetro ; “Onda Verde” e a “Rebio-Araras”.

A Secretaria de Meio Ambiente de Nova Iguaçu, distribuiu mudas de plantas para os participantes. A Aldeia ainda contou com a presença dos Colégios Leonardo Boff, Presidente Kennedy e CEP, e com a Oficina especial de “Contação de Estórias”, que divertiu bastante a criançada.  A empresa “Supergasbrás” distribuiu folhetos de segurança na utilização do botijão de gás e exemplares do livro  “Manual do Defensor do Planeta”.

Todos os participantes foram alegremente recebidos pelo Chefe da Rebio, Flávio Silva, que juntamente com sua equipe distribuiu camisetas comemorativas, lanche e trouxe amostras da rica fauna da Reserva da qual são apaixonados cuidadores.

Além de uma belíssima exposição de fotos da fauna e flora da mata atlântica, também foram desenvolvidas diversas atividades no Centro de Pesquisa Mata Atlântica.

Monitores José Neto e William Cruz ao lado de Flávio Silva Centro de Pesquisas da Mata Atlântica em Tinguá, Nova Iguaçu (RJ) Atividades sendo realizadas no Centro de Pesquisas da Mata Atlântica


O Instituto de Arqueologia Brasileira – IAB que atualmente coordena um projeto multidisciplinar para recuperação do trecho da histórica Estrada Real do Comércio, localizado dentro da Reserva, levou sua Oficina Peneiras de Ciências. A premissa dessa oficina é instrumentalizar o contato direto dos participantes com amostras de achados arqueológicos e contar um pouco da evolução cultural do povo brasileiro. Foi um sucesso absoluto!

É sempre um prazer participar de ações educativas. Agradecemos a Rebio-Tinguá pelo convite e desejamos que a cada ano nos conscientizemos sobre a importância em manter o nosso planeta o mais preservado possível.

Estaremos sempre aqui para apoiar as iniciativas e comemorar os resultados.

Oficina Peneiras de Ciências Oficina Peneiras de Ciências Entrega de Material Paradidático