Acervo do IAB está na Mostra “Dja Guata Porã | Rio de Janeiro indígena” no MAR.

Trinta e quatro peças do acervo do Instituto de Arqueologia Brasileira-IAB estão em exibição na Mostra “Dja Guata Porã | Rio de Janeiro indígena”, sobre a história do estado do Rio como história indígena, no Museu de Arte do Rio (MAR).  A Mostra vai do dia 16 de maio de 2017 a 04 de março de 2018 nas salas do Pavilhão de exposição dentro do Museu, na Pça Mauá, 5 e 10.

“Dja Guata Porã” foi idealizada em eixos apoiados por obras, vídeos, fotografias e outros instrumentos criados pelos indígenas para a exposição, entrelaçados com documentação e iconografia histórica sobre algumas das mais relevantes questões dessa história.

O representante do Instituto de Arqueologia Brasileira-IAB, Diego Lacerda, foi até lá conferir e constatou a leveza da exposição com as peças em perfeita harmonia, representações de diversas Tradições que habitaram o Rio de Janeiro. Tradições essas que ainda dormem sob a terra nos infinitos artefatos que afloram a cada pesquisa, e que um dia, há milhares de anos, calmamente idealizados e confeccionados nos falam das suas expertises, suas crenças, seus valores e sua infinita sabedoria nas relações com a Natureza as quais se perpetuam através do DNA do povo como uma valiosa herança que, muito embora seja uma voz distante, ainda ressoa nas memórias de todos nós. E a prova disso é essa e outras exposições que buscam fazer lembrar sempre do que também somos feitos.

Por certo seus remanescentes diretos, vivos, que lutam ferozmente para manterem acesas suas tradições, agradecem o apoio na batalha pela sobrevivência no espírito de cada um de nós.

Saiba mais em: http://www.museudeartedorio.org.br/pt-br/exposicoes/atuais?exp=4653

     

 

Texto: Antonia Neto

Fotos: Diego Lacerda

Trinta e quatro peças do acervo do Instituto de Arqueologia Brasileira-IAB estão em exibição na Mostra “Dja Guata Porã | Rio de Janeiro indígena”, sobre a história do estado do Rio como história indígena, no Museu de Arte do Rio (MAR).  A Mostra vai do dia 16 de maio de 2017 a 04 de março de 2018 nas salas do Pavilhão de exposição dentro do Museu, na Pça Mauá, 5 e 10.

“Dja Guata Porã” foi idealizada em eixos apoiados por obras, vídeos, fotografias e outros instrumentos criados pelos indígenas para a exposição, entrelaçados com documentação e iconografia histórica sobre algumas das mais relevantes questões dessa história.

O representante do Instituto de Arqueologia Brasileira-IAB, Diego Lacerda, foi até lá conferir e constatou a leveza da exposição com as peças em perfeita harmonia, representações de diversas Tradições que habitaram o Rio de Janeiro. Tradições essas que ainda dormem sob a terra nos infinitos artefatos que afloram a cada pesquisa, e que um dia, há milhares de anos, calmamente idealizados e confeccionados nos falam das suas expertises, suas crenças, seus valores e sua infinita sabedoria nas relações com a Natureza as quais se perpetuam através do DNA do povo como uma valiosa herança que, muito embora seja uma voz distante, ainda ressoa nas memórias de todos nós. E a prova disso é essa e outras exposições que buscam fazer lembrar sempre do que também somos feitos.

Por certo seus remanescentes diretos, vivos, que lutam ferozmente para manterem acesas suas tradições, agradecem o apoio na batalha pela sobrevivência no espírito de cada um de nós.

Saiba mais em: http://www.museudeartedorio.org.br/pt-br/exposicoes/atuais?exp=4653

     

 

Texto: Antonia Neto

Fotos: Diego Lacerda

Posts Relacionados