Última visita às ruínas da Antiga Sé

Arqueólogos fizeram hoje a última visita às escavações abertas da Antiga Sé, atual Igreja Nossa Senhora do Carmo.


Última visita às ruínas da Antiga Sé 

Escavações arqueológicas na antiga paliçada maior na antiga Sé (atual Igreja do Carmo, Praça XV) - Foto: IAB

Arqueólogos fizeram hoje (07/12/2007) a última visita às escavações abertas da Antiga Sé, atual Igreja Nossa Senhora do Carmo. As descobertas feitas durante as obras surpreenderam os especialistas.

As ruínas abertas estão sendo vistas pela última vez. Na segunda-feira, o piso vai cobrir as escavações. Um alçapão dará acesso apenas aos estudiosos. As marcas coloridas indicam quatro ocupações diferentes ao longo do tempo descobertas pelos arqueólogos.

As marcas com a cor branca se referem a uma aldeia tupi do século XVI. Da mesma época, é a capela que já existia atrás do altar. São três séculos, do XVI ao XVIII.

Todo o material foi recolhido durante as escavações foi enviado para os laboratórios do Instituto de Arqueologia Brasileira, um trabalho fundamental para montar esse quebra-cabeça e ajudar na interpretação dos historiadores.

“Cada caquinho é estudado, analisado e esse complexo ajuda a situar datas”, afirma o arqueólogo Ondemar Dias.

A reinauguração da igreja está marcada para março de 2008, data da chegada da família real ao Brasil há 200 anos. A restauração é feita em uma parceria da prefeitura e Fundação Roberto Marinho.

Ainda é possível comparar como a igreja estava e como ela vai ficar. O trabalho no teto já foi concluído. Na igreja, foram realizados alguns dos fatos mais importantes da nossa história. Foram coroados Dom Pedro I e II e batizada a Princesa Isabel.

De capela real e imperial, passou a catedral e se chamava Sé, porque era a sede do bispado. História que a prefeitura vai manter a disposição do público com um museu arqueológico dentro da igreja.

“Justamente para as pessoas poderem visitar e ter acesso a esses achados e esses registros históricos”, explica o secretário municipal das culturas, Ricardo Macieira.

Quem quiser agendar visitas guiadas, que serão realizadas até o fim de fevereiro, pode ligar para o telefone celular 8176-4182, entre 10h e 17h.

Fonte: RJTV 1ª Edição

Posts Relacionados